Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
entrevistas: GUANA BATZ
Sábado, 20 de Fevereiro de 2016 (23:29:18)

 

 

O melhor show do Psycho Carnival!





+ entrevista 

GUANA BATZ

Por Cleiner Micceno e Fabiana Pimentel


Tradução e revisão: Fabiana Pimentel

Fotos: Cleiner Micceno


Um dos shows mais aguardados nos últimos 20 anos na cena psychobilly brasileira era, sem dúvidas, o do Guana Batz. A banda teve uma rápida passagem pelo país em 1989, um marco para quem é fã do estilo, pois foi o primeiro show internacional do gênero por aqui. Depois de 27 anos, a banda ainda mostra muito vigor e fez um dos melhores shows do Psycho Carnival, estreando seu novo baterista californiano no festival. A espera valeu a pena. PORTAL ROCK PRESS entrevistou o vocalista Pip Hancox, um pouco antes do início do show. Ele falou sobre preparação de material novo, o tempo longe dos palcos brasileiros e o novo batera.


Os brasileiros esperaram mais de duas décadas para ver o show do Guana Batz. Por que vocês demoraram tanto tempo para voltar ao Brasil?

Pip Hancox – Acho que nós não sabíamos que ainda existia uma cena psychobilly aqui, nós não sabíamos que ainda éramos populares no Brasil. Há dois ou três anos o produtor do festival, Vlad (Urban), entrou em contato conosco para ver se nós poderíamos tocar e levou esse tempo pra arranjar tudo, por conta dos compromissos de cada um da banda e as datas disponíveis. Mas nós não sabíamos que existia essa cena tão grande, achávamos que estava meio morto.



E o que vocês estão achando desse retorno ao Brasil?

P H – Ah, está sendo ótimo, muito empolgante! Nós não tínhamos percebido que já fazia 27 anos que não vínhamos, então, é ótimo ver que ainda existe uma galera que curte psychobilly e que está todo mundo ansioso pelo nosso show.


Vocês estão nervosos por tocar aqui depois de tanto tempo?

P H – Não, nós não estamos nervosos, nós sabemos que o nosso show ainda é muito bom. Só o Jared está nervoso, porque é o primeiro show dele com o Guana Batz. Ele é da California e está tocando com a gente pela primeira vez hoje, está até fazendo anotações pra algumas músicas (risos). Ele está nervoso e animado.



Você falou da cena aqui no Brasil. Como está a cena psychobilly no Reino Unido atualmente?

P H – Muito bem. Rolam muitos shows. Não tem tantos festivais como esse, acho que só um ou dois festivais por ano. Não está tão legal quanto era nos anos 80, mas está indo bem. O problema é que não surgem novas bandas, são sempre as mesmas bandas e isso derruba um pouco a cena.



E quais são as novidades sobre o Guana Batz? O que vocês estão planejando?

P H – Ontem mesmo estávamos falando sobre gravar novas músicas. Por enquanto continuamos tocando em festivais e alguns shows, uma ou duas vezes por ano. Nós estamos ficando velhos, não conseguimos mais tocar tanto (risos).


Deixe uma mensagem para os seus fãs brasileiros.

P H – Nós queríamos agradecer a todos que vieram ver nosso show. Esperamos que o show seja tão bom quanto foi o de 27 anos atrás.

 







 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por admin


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.