Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
discos: LAUTMUSIK, Juniper (2015)
Quarta-feira, 4 de Novembro de 2015 (16:44:15)

 

Evolução de pós-punk britânico + shoegaze dos 90s, os gaúchos da Lautmusik voltam para nos surpreender com o novo Juniper.  





LAUTMUSIK

Juniper (2015)

(Midsummer Madnes Records)

 

 Por Marco Casado Lima (Repo Man)


Cada vez com os pés mais fincados num misto de evolução do pós-punk britânico com o shoegaze dos 90s, dessa vez a banda gaúcha Lautmusik volta para nos surpreender com esse full length de dez faixas Juniper.  Logo de cara, “The Purples and the Greens”, já avisando a que veio esse novo trabalho: no início, se você fechar os olhos, fatalmente se transportará pra algum show do Joy Division no The Hacienda, em Manchester, lá no fim dos 70s/começo dos 80s. E então, do nada, a música tem uma mudança de andamento que nos remete à crueza melódica dos Ramones. É realmente de arrepiar qualquer um que tenha o mínimo de sensibilidade e bom gosto.


 


Valendo-se de recursos como pedais wah-wah, melodias com reverberação e referências a Doors, Kinks, Smiths, Cure, ao já citado Joy Division e tudo de mais pertinente que aconteceu no rock europeu e americano, o álbum é gostoso de ouvir. Percebe-se que a força motriz da banda está concentrada no tesão de fazer a coisa toda do jeito deles e sem o mínimo de concessão a nada nem ninguém. Todos os músicos são matadores, e o vocal de Alessandra Lehmen é lindo, afinado e com um inglês redondinho. O resultado não poderia ser outro - ponto pro Rodrigo Lariú e seu selo Midsummer Madness!

Destaco também as músicas “Grand Rapids”, “Lake Eerie”, “Stargazer” (com um baixão poderoso), “The Harbor”, “Persuasion” (com uma guitarra que emula o estilo de Will Sergeant)... Na boa, destacar músicas aqui me dá a nítida sensação de contar um filme que você tem que assistir de qualquer jeito. Sério! O disco inteiro é bom, da primeira à última faixa, MESMO! E honestamente, não vou cair na arapuca do lugar comum dizendo que é nítida a evolução desde o álbum Lost in the Tropics, de 2011, através do qual eu conheci a banda e que me chamou absurdamente a atenção.

Adquira esse CD, mostre a alguém que tenha pouco contato com a estética da boa música das últimas décadas e espere pela pergunta: “mas por que essa banda tão boa ainda não toca nos programas de rádio e TV?” E responda do jeito que você quiser, contanto que deixe claro que a corrente massificante do mainstream não é digna de bandas tão legais assim. Só a título de registro, eles foram escolhidos pelo próprio Robert Smith para abrir pro Cure em abril de 2013 no Anhembi em São Paulo! Há quase dez anos a Lautmusik vem mostrando sua relevância para o rock alternativo brasileiro, mas sua música é endereçada aos ouvidos certos.

 

mmrecords.com.br/lautmusik/

facebook.com/lautmusik

soundcloud.com/lautmusik

lautmusik.bandcamp.com



 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por admin


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.