Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
discos: Dot Wiggin Band, Ready! Get! Go!
Quinta-feira, 20 de Março de 2014 (22:39:11)


Depois de 40 anos, a vocal e guitarrista do The Shaggs lança Ready! Get! Go! 





DOT WIGGIN BAND

Ready! Get! Go!

(Alternative Tentacles)


Amadorismo profissional

 

por Raphael Cruz


Depois de um hiato de quatro décadas, Dorothy Wiggin Semprini volta aos estúdios com sua Dot Wiggin Band e o disco Ready! Get! Go! (outubro de 2013). Para quem não conhece esta senhora, ela foi a vocal e guitarrista do The Shaggs, a all girl band mais lo-fi e esquisita do final dos anos 1960. Frank Zappa chegou a afirmar, em uma entrevista a Playboy, que elas eram melhores do que os Beatles. E a revista Rolling Stone classificou o único disco das Shaggs, Philosophy of the Wolrd (1969), como o álbum alternativo mais influente de todos os tempos. Para completar o charme do retorno de Dot, Ready! Get! Go! foi lançado pelo cultuado selo norte-americano Alternative Tentacles, de ninguém menos do que Jello Biafra, o vocal original dos Dead Kennedys. Banana like, a faixa que abre o disco, pode lhe lembrar aquele clima da trilha sonora de Juno. Mas se você é mais velho, a produção do álbum vai lhe remeter a estética lo-fi de bandas como Beat Happening e Urinals. Pode lhe lembrar ainda as músicas que Moe Tucker canta no Velvet Underground, só que num clima naive, numa atmosfera de ensaio. Ou ainda as fitas caseiras gravadas por Daniel Johnston nos anos 1980. The fella with a happy heart e o tema instrumental Wiggin Out! possuem guitarras como as dos grupos instrumentais dos anos 1960, como The Shadows, mas sem o virtuosismo. Ainda temos órgãos hammond, palminhas e sing-alongs (Speed Limit). A estrutura das canções ainda são como as boas melodias pop dos anos 1960 (If I cold be your hero). O acompanhamento do disco fica por conta de músicos mais jovens do que a senhora Dot Wiggin, como Jesse Krakow (do Shudder to think) e Laura Cromwell (do The Vivian Sisters). Existem momentos de romantismo, com direito a um sax e acompanhamento vocal masculino (Love at the frist sight). Não seria exagero dizer que a canção lhe transporta para o ambiente de um karaokê numa noite de sexta-feira. Uma barulheira lisérgica toma conta da faixa Speed Limits 2, a mais experimental do disco. No geral, o álbum é pop lo-fi, ensolarado e garageiro no sentido que as Shaggs proporcionaram ao termo. Você não conseguirá sair ileso depois de uma única audição. Em uma época de produções hi-fi e autotunes generalizados, Ready! Get! Go! é uma experiência autêntica de música pop.



 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por admin


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.