Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
matérias: Star Trek 46 Anos
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012 (18:38:21)

 

A série que audaciosamente foi onde nenhuma outra antes chegou - 46 anos de Star Trek!



 

 

 

STAR TREK 46 ANOS

Vida longa e próspera!

 

Por Guto Jimenez 

 

"O espaço: a fronteira final." Essa frase, mais a trilha sonora que vinha em seguida, eram um aviso à molecada no final dos anos 60 de que o "futuro" estava chegando. Eu, minha irmã e todos os moleques de nossa idade ficávamos hipnotizados com aquela série que nos transportava a galáxias desconhecidas, planetas novos e nos apresentavam à ficção científica. Naquelas tardes, todos os deveres de casa estavam prontos e todas as tarefas já tinham sido cumpridas, pois aquele era o compromisso inadiável pras crianças da época. O mundo poderia acabar que a gente não estaria nem aí: era hora de Jornada nas Estrelas.

 

 

Não havia moleque que não se identificasse com o Capitão James T. Kirk, o herói que comandava aquela astronave. Afinal, ele era o que mais tarde ficou sendo conhecido como "O Cara", tomando decisões que poderiam afetar não só as vidas dos tripulantes da S. S. Enterprise, mas também de todo o sistema solar. Nem nossos pais tinham tantas responsabilidades assim! 

Sim, era uma outra época, de muito mais inocência e bem menos recursos do que hoje. As novidades do primeiro mundo demoravam um pouco pra chegar em terra brasilis, não era em tempo real como atualmente. Só pra você ter uma ideia, a série só começou a ser exibida por aqui no final da década de 60, quando já nem estava mais sendo exibida nos EUA...

 

 

O que dizer dos outros integrantes? O misterioso, racional e frio Sr. Spock, o imediato vulcano de orelhas pontudas que tinha um cumprimento esquisito, era capaz de fazer um homem desmaiar com o toque de dois dedos e que parecia ter sempre as respostas pra tudo. O Dr. "Ossos" McCoy, um médico casca-grossa que falava o que pensava, e que implicava com o Spock em quase tudo. O bravo Scotty, chefe das máquinas, que achava soluções pros problemas mais absurdos. A dupla de navegadores, o japonês Sulu e o russo Chekov, sempre alertas e avisando de antemão dos perigos pelos quais a astronave estava prestes a passar. Tenente Uhura, a oficial de comunicações negra que não só fazia contato com a Terra girando dois ou três botões como também desfilava suas belas pernas pela ponte de comando. Somente quando comecei a trabalhar no meio naval, quase 40 anos depois, é que vi o quão lógica era aquela divisão de tarefas.

E ai de quem cruzasse com a trajetória da Enterprise! Planetas desconhecidos?! O teletransportador levaria os tripulantes pra fazerem seu serviço e os trazia de volta sãos e salvos, usando as suas armas de "taser" apenas pra afastar ou, no máximo, desmaiar seus oponentes. Naves hostis?! Não eram nada diante dos canhões sônicos e da velocidade supersônica medida em "warps"...

É quase impossível conter a nostalgia, mas Star Trek foi muito além de sua intenção de simplesmente divertir os jovens daquela época. Gene Roddenberry, autor da série, foi um especialista em passar mensagens subliminares e um visionário de mão cheia, apresentando-nos uma série de "gadgets" do pretenso século 23 que são corriqueiros nos dias de hoje. Assim, de memória, dá pra citar o seguinte:

- os "comunicadores portáteis" que cabiam no bolso usados pela tripulação inspiraram o engenheiro responsável a fazer o design do primeiro aparelho de telefonia celular;

- o "sistema tridimensional de localização" de então foi o objetivo final da equipe responsável pelo Google Maps, de acordo com o próprio engenheiro que liderou a trupe;

- as primeiras armas de choque elétrico foram chamadas de "tasers", e são conhecidas por esse nome até hoje;

- os visores dos capacetes escureciam automaticamente diante da exposição à luz solar, igual às lentes Transition que se encontram em qualquer ótica atualmente;

- após intensa demanda popular nos EUA, a NASA teve de batizar o protótipo do ônibus espacial de "Enterprise", naquela que Roddenberry julgou ter sido a maior homenagem que os telespectadores poderiam ter prestado à série.

A ciência ainda nos deve o teletransporte humano, mas talvez um dia ainda cheguemos lá... 

Falando em mensagens subliminares, Star Trek ensinou que não havia diferença alguma entre seres humanos além de suas etnias e suas origens, vide a diversidade que a própria tripulação tinha. Nos EUA da época, falar em "culturas múltiplas" ou "tolerância racial" era o mesmo que pedir pra ser apedrejado em praça pública. A série mostrou o quanto a tolerância era fundamental pra astronave e, por extensão, ao próprio planeta em si. Um dos episódios da série foi "além de onde qualquer homem poderia imaginar": o beijo entre o Capitão Kirk e a Tenente Uhura foi o primeiro beijo interracial na história da tv norte-americana - e gerou bastante controvérsia na época. Além disso, o que era a saudação do Spock (juntando os dedos indicador e o médio e separando-os dos dedos anular e mínimo) senão uma versão do "V" usado pelos hippies pra dizer "paz e amor"?!

Portanto, é absolutamente normal que a série tenha gerado uma série de sequências, desde a "Série Animada", passando pela "Próxima Geração" até chegar ao "Deep Space Nine". É natural que haja fãs absolutamente enfeitiçados até hoje, os "trekkies", que já estão até na sua segunda geração. Não é nada demais - afinal, a importância e influência foram muito além do que qualquer um poderia imaginar.

O melhor de tudo nem é isso: o diretor J. J. Abrams já está filmando e produzindo "Star Trek Into Darkness", com previsão de lançamento pro meio do ano que vem. Se o mundo não acabar até lá, eu te garanto que o tiozinho aqui estará presente, de olhos grudados no telão e absolutamente alheio ao que se passar fora da sala de projeção. Só mesmo três ícones culturais daquela época ainda são capazes de me fazer ficar assim: Batman, James Bond e Star Trek.

Vida longa e próspera! 

 

 

 


 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por admin


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.