Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
filmes: Kurt Cobain – Retrato de uma Ausência
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009 (22:27:19)


Baseado no livro Come As You Are: The Story of Nirvana, de Michael Azerrad, o único jornalista em que Kurt acreditava. 








KURT COBAIN - RETRATO DE UMA AUSÊNCIA

(Kurt Cobain: About a Son)


Por Márcio Sno


Hoje estão na moda os áudio-livros, que atendem os que não têm mais tempo de gastar seus valiosos minutos e também os que não têm o menor saco para ler. Os roqueiros, em sua maioria, se incluem perfeitamente na segunda categoria. Logo, Kurt Cobain – Retrato de uma Ausência (Kurt Cobain: About a Son) é um prato cheio para os órfãos do líder de uma das bandas mais importantes do rock: o Nirvana.

O filme com direção de AJ Schnack é baseado no livro Come As You Are: The Story of Nirvana, do jornalista Michael Azerrad, conhecido crítico musical americano que já fez parte do cast de importantes veículos como Rolling Stone e Spin. O roteiro de Wyatt Troll é norteado pela entrevista que Cobain concedeu a Azerrad (o único jornalista em que Kurt acredita) que são recheadas com imagens que às vezes lembram aquelas paisagens que aparecem no fundo da tela quando cantamos no videokê.

Kurt começa a contar de sua história da época de criança. Era absolutamente igual a qualquer criança de sua idade, se não fosse pela indiferença do pai (que o levava para trabalhar e o deixava sozinho o dia todo no escritório) e a mãe viciada em drogas e tranquilizantes. Nessa época ele dizia que tinha potencial para ser presidente da república, porém tinha certeza de que seria um rockstar. Era bastante aplicado nas artes plásticas, chegando a ganhar bolsas em duas universidades, que recusou, pois sua meta era outra...

Passou a vida toda sofrendo com dores no estômago (que futuramente controlava com heroína) e com uma escoliose que piorou quando começou a tocar guitarra, que justifica o seu porte corcunda característico. Com o nascimento de sua filha, passou a ver a vida de outra forma. Porém, ressalta que somente enquanto estava drogado conseguia sentir afeto pelas pessoas.

No filme também há passagens de como conheceu o baixista Krist Novoselic com quem tinha uma respeitosa e conturbada amizade, a formação da banda, a fama, o assédio da mídia e os planos para seu futuro, que ele previa ser um pouco mais longo do que realmente durou.

No final das contas, é um filme para fãs de Nirvana e para quem tem interesse de entender um pouco do que formou a personalidade de um dos mais polêmicos rockstars que a música já apresentou e que teve a felicidade de citar nesse filme frases felizes como “quando o rock acabar, o mundo vai explodir”. Um orgasmo para quem gosta de barulho.
 

+ Sinopse:


Baseado no livro Come As You Are: The Story of Nirvana, do jornalista Michael Azerrad, o filme revela publicamente conversas gravadas em mais de 25 horas de fitas, nas quais Kurt Cobain rememora sua própria vida, falando da infância, da descoberta musical e da sua relação com a fama.

A trilha sonora contém músicas de David Bowie, Iggy Pop, R.E.M. e Queen, entre outros cantores e bandas que influenciaram o estilo musical de Kurt Cobain.

Ficha técnica:

KURT COBAIN - RETRATO DE UMA AUSÊNCIA
(Kurt Cobain: About a Son)
EUA, 2006, cor e p/b, 96 min., 14 anos.
Direção: AJ Schnack
Roteiro: Wyatt Troll
Música: Steve Fisk e Benjamin Gibbard.
Produção: Shirley Moyers, Noah Khoshbin e Chris Green.
Elenco: Com as vozes de Michael Azerrad, Curt Cobain e Courtney Love.



 
O diretor:
O cineasta AJ Schnack, nascido em 1968, é natural de Illinois, Estados Unidos.
Ele foi um dos fundadores da companhia Bonfire Films of América, e em 2002 dirigiu seu primeiro documentário, Gigantic (A Tale of Two Johns), sobre a banda They Might Be Giants.
 
Também dirigiu videoclipes e os curtas-metragens Might as Well Be Swing (2000) e The Heir Apparent (2005). Foi nomeado ao Spirits Award 2007 por Kurt Cobain – Retrato de Uma Ausência, concorrendo ao prêmio Mais Verdadeiro que a Ficção.


O livro:
Considerado o mais importante registro sobre a cultura grunge, o livro, com cerca de 600 páginas, foi escrito meses antes da morte de Kurt Cobain e lançado internacionalmente um ano depois. No Brasil a sua chegada aconteceu com 15 anos de atraso.


Trecho:
“Eu fui uma criança extremamente feliz. Estava gritando e cantando o tempo todo. Não sabia quando parar. Eu acabava apanhando de outras crianças porque ficava muito excitado querendo brincar. Eu levava as brincadeiras bastante a sério. Era simplesmente muito feliz.” 


O autor:
Michael Azerrad é um renomado jornalista e crítico musical americano, com passagem pelas revistas Rolling Stone e Spin, entre outras.







 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por claudia


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.