Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
rip: Morre Sky Sunlight Saxon
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009 (0:16:49)


O vocal e fundador do Seeds, Sky Saxon, morreu em Austin (EUA) em 25 de junho, às 9h10. Sabrina Saxon e Joshua Aquarian estavam a seu lado. Segundo seu site oficial, ele se foi em paz e sem sofrimento.
Por Alfredo RR Sousa e John Wisniewski










MORRE SKY SUNLIGHT SAXON

Por Alfredo RR Sousa
 


O vocal e fundador do Seeds, Sky Saxon, morreu em Austin (EUA) em 25 de junho, às 9h10. Sabrina Saxon e Joshua Aquarian estavam a seu lado. Segundo seu site oficial, ele se foi em paz e sem sofrimento.


Formado em 1965 no sul da Califórnia, o Seeds teve um grande sucesso, o single de "Pushin' Too Hard", que foi para o Top 40 em 1967. A faixa combina a urgência do garage rock a uma dose de psicodelia e letras anti-sistema. Não admira que tenha sido um hit tão popular.


Depois do fim da banda em 1969, Saxon entrou para The Source Family commune [comunidade hippie onde surgiu a estranhíssima banda banda Ya Ho Wha 13, liderada pelo mitológico guru da turma toda, o célebre Father Yod]. Ele morou no Havaí por um tempo mas nos últimos anos voltou a viver no sul da Califórnia.


Se nunca esteve perto de ser um ícone da psicodelia anglo-americano como Syd Barrett ou Grace Slickl, o velho Sky Saxon foi sem dúvida uma figura extremamente representativa do universo psych norte-americano nas décadas de 60 e 70. À frente de sua banda mais famosa, The Seeds, legou-nos algumas coisas memoráveis (“Tripmaker”, “Rollin' Machine”, “No Escape”, “Up in Her Room”, “Fallin'”), e mesmo em sua errática e carreira solo, o camarada participou de alguns dos melhores álbuns do Ya Ho Wha 13.


Segue uma das últimas entrevistas de Sky, publicada pelo HorrorGarage.com





+ entrevista

SKY SAXON, THE SEEDS


Sr. Seed


Por John Wisniewski / HorrorGarage.com


The Seeds foi a resposta de LA aos Rolling Stones, e que o talento do vocalista Sky Saxon para compor clássicos punk e de garagem com um pouco de blues – bem como psicodelismo – é evidente nos hits dos anos 60 como "Pushin' Too Hard" e "Can't Seem to Make You Mine."


Apesar de Saxon se envolver com o grupo religioso YaHoWha nos anos 70 e lançar vários discos sob o nome de YaHoWha 13, o  Seeds foi redescoberto em 2001. A música “Mr. Farmer” foi incluída na trilha do filme Quase Famosos, que ganhou um Grammy de Melhor Compilação naquele ano.



Como e quando o Seeds se reuniu? De onde surgiu o nome da banda?

Sky Saxon: Nós nascemos de um sonho em 1965. Todos diziam que nós parecíamos “seedy” (surrados) – na verdade nós parecíamos garage – e por isso adotamos o nome The Seeds. O line-up foi reunido magicamente através de muita oração. Foi, pode-se dizer, predestinado a trazer o flower power para a Terra, pois precisávamos muito de mudança.


Nos primeiros anos da banda, quem compôs mais?

Sky Saxon: Acho que fui sempre eu. Escrevia a maioria das músicas em guardanapos enquanto tomava um café. Quase todas as minhas músicas foram escritas em guardanapos, incluindo o desenho para a capa do disco Future sobre o sofrimento no Oriente Médio... foi desenhado em um grande guardanapo.


Muddy Waters chamou o Seeds de “Rolling Stones americano." Vocês eram fãs de blues como os Stones... você acha a declaração de Waters precisa?

Sky Saxon: É totalmente precisa. Ele me adorou cantando e a banda.


Na medida em que os tempos mudaram, a música também mudou. Você prefere agora as músicas psicodélicas ou o som de blues dos primeiros discos?

Sky Saxon: Sempre gostei mais da psicodelia, mas tenho também um amor muito grande pelo blues, pois fiz a harmonia em algumas partes do disco de blues. Eu adoraria, em algum momento, fazer outro disco de blues. Tem alguma grande gravadora lendo?


Como era a vida para você em 1966 quando "Pushin' Too Hard" estava no Top 40? Qual é sua memória mais vívida deste período?

Sky Saxon: Sofrendo em um ônibus de alguma turnê de que estava participando. Viajar em um ônibus pode machucar suas costas. Eu preferia trens, onde você pode dar uma volta. Na verdade, estou pensando fazer a maior parte dos meus shows de trem agora, para que eu possa ver as pessoas em cada cidade – como uma festa em cada estação.


Em algum momento, você adicionou "Sunlight" em seu nome, tornando-se Sky "Sunlight" Saxon. Por que você acrescentou o Sunlight?

Sky Saxon: Pois achei que se Bob Dylan pudesse mudar (de nome), ele poderia ter proporcionado músicas ainda melhores para a Terra. Eu realmente não queria mais usar Sky Saxon. Na época, usei o nome de SunStar e fui SunStar na banda World Peace. Mas quando encontrei YaHoWha, ele me deu o nome Sunlight para harmonizar as energias, então me senti como a luz do Sol retornando com novas energias. Como Cassius Clay e Mohammed Ali, me tornei uma nova energia.


Você se envolveu com a religião Yahowha desde o início dos anos 70 e lançou músicas com outros integrantes do grupo. Você pode dizer alguma coisa a respeito de suas crenças?

Sky Saxon: Paz, amor e gentileza elevam a mente para você libertar a alma. Lembre-se do poder do EU SOU – e sempre usar isso positivamente – e isso funcionará para você como: EU SOU saudável. EU ESTOU bem. EU SOU bem sucedido. EU SOU amor. EU ESTOU em YaHoWha e YaHoWha está em mim. O EU SOU, quando direcionado à YaHoWha, salvará você da escuridão. Jesus Cristo sempre foi destinado a ser o que é – uma ponte para YaHoWha – bem como Krishna, Allah, Buddha. Mas ninguém pode entender isso enquanto estiver comendo os animais do Criador, pois estão mentindo para si mesmos.


Nos últimos anos houve um interesse renovado no garage rock. Você acha que também houve um interesse renovado pelos Seeds?

Sky Saxon: O Seeds é garage rock. Ele é o ABC do garage rock. Eu aconselharia a todos que tocam a escutarem os dois primeiros discos do Seeds, talvez muito mais do que os outros discos, pois eles têm muita energia e são bem simples.


"Can't Seem to Make You Mine" está atualmente sendo usada no comercial do Axe Body Spray. Como isso aconteceu?

Sky Saxon: Quem sabe? Tenho certeza que a Crescendo Records está ganhando muito dinheiro, já que tem 100% dos direitos – algo que adoraria mudar se tivesse o advogado correto. O negócio é que os anjos que me protegem na Terra provavelmente sussurram nos ouvidos de algumas pessoas de publicidade... Contudo, não tenho dinheiro para isso. É como o Grammy pela trilha de Quase Famosos – nunca vi o Grammy. Mas meu amor vem das pessoas e por isso sou eternamente grato e respeito todas elas e rezo para todos nós da Terra todos os dias. 


Fonte: http://www.horrorgarage.com/horror/interview-the-seeds.php 


Site oficial:  www.skysaxon.com



 


 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por claudia


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados


Desculpe, comentários não estão disponíveis para esta notícia.

Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.