Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
filmes: Control: A paixão de Ian Curtis / Alexandre Bezzi
Domingo, 14 de Outubro de 2007 (18:43:10)

 

Um retrato poético da carreira meteórica do Joy Division e de seu ex-líder Ian Curtis.




CONTROL: A paixão de Ian Curtis

Alexandre Bezzi 


O amor vai nos separar: assim dizia o jovem Ian Curtis quando compôs a canção existencialista sobre a tristeza de amar. Impressionante como suas letras se mantém atuais após mais de duas décadas de seu suicídio aos vinte e três anos. Por muito tempo ficou uma pergunta no ar: quando irão fazer um filme decente sobre esse ícone do movimento pós-punk? Foi preciso esperar até 2007, mas valeu a pena. Dirigido pelo renomado fotógrafo/diretor Anton Corbijn, Control é um retrato poético da carreira meteórica do Joy Division e de seu ex-líder Ian Curtis.

O filme explora o lado pessoal do personagem dando ênfase aos seus conflitos internos. Ian Curtis é mostrado não como uma estrela do rock e sim como um ser-humano impulsivo e apaixonado.

Inspirado no livro Touching from a Distance, escrito pela viúva Deborah Curtis (vivida pela premiada Samantha Morton), o filme mostra em detalhes a vida particular do músico. No início como um adolescente entediado fã de David Bowie à transformação em mártir do rock da década de 80. Ian sofria de epilepsia, teve um caso com a repórter belga Annik Honoré (vivida pela atriz Alexandra Maria Lara) seguido de um conturbado divórcio que podem ter levado às causas de seu suicídio.

Antes de entrar em circuito comercial, Control teve recepção positiva nas mostras de cinema. Foi premiado com a “Câmera de ouro” no festival de Cannes, e o ator Sam Riley (ótimo no papel principal) ganhou o prêmio de melhor ator no festival internacional de Edimburgo.

Sam Riley havia participado numa ponta do icônico 24 Hour Party People que coincidentemente, tratava sobre a Factory records, Tony Wilson e Joy Division! O ator se dedicava à desconhecida banda de rock 10.000 Things e trabalhava numa loja de roupas quando soube dos testes para o papel principal. Foi um lampejo de sorte para o novato ator que caiu como uma luva no papel do perturbado vocalista.

 

 

A filmagem em preto e branco reforça a beleza da fotografia de Anton Corbijn. Também são de sua autoria fotos famosas da banda na década de 70 e mais tarde ele viria a trabalhar com nomes de peso como Depeche Mode, U2, Nirvana & Metallica.

Control é acima de tudo um documento sobre uma época revolucionária em que fazer música dependia de boas idéias e paixão. Ian Curtis se foi, mas seu legado ficou. Bandas como Interpol, Editors, I Love You But I’ve Chosen Darkness, She Wants Revenge e Killers (presentes na trilha com a versão de “Shadow Play”) são a prova sonora disso.

 

_Escute aqui o podcast tributo ao Joy Division: http://www.podcast1.com.br/canal.php?codigo_canal=2096

_Site oficial do filme: http://momentum.control.substance001.com/

_Avaliação: 5 estrelas


Control (Inglaterra/ EUA, 2007)

Direção: Anton Corbijn

Distibuído por: Daylight Films ( www.daylightfilms.com)

 

_Alexandre Bezzi (Bezzi), 30 anos, é DJ & ilustrador. www.myspace.com/djbezz

 




 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por admin


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados



Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.