Bem vindo a portal rock press 21 anos!
  Olá Anônimo!
Busca  
playlist: Nervoso & os Calmantes
Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006 (16:13:00)


Nervoso & os Calmantes acabam de disponibilizar um EP virtual no site do selo midsummer madness. Além de produzir trilhas para cinema e TV, junto com Flu, Nervous lançou alguns arquivos para remix: download AQUI. Confira as canções que acalmam e empolgam o homem. 




 


 

+ playlist

NERVOSO & OS CALMANTES



Fotos Ze Maria Palmieri



1 - "A Cidade Ideal" - CHICO BUARQUE, MIÚCHA, NARA LEÃO, MPB4 etc (Os Saltimbancos)

O que poderia ser tão perfeito como a trilha sonora do musical Os Saltimbancos? Escutei durante minha infância, depois de presenciar a adaptação do espetáculo no Canecão nos anos 70, e até hoje ouço. Meu filho sabe cantar todas.


2 - "Amigo" - ROBERTO CARLOS (Roberto Carlos)

Era fã de Roberto quando criança, principalmente por conta dos filmes e especiais de fim de ano. Quem se lembra do clipe de "Guerra dos Meninos"? Tinha uns seis anos, quando esse disco (1977) acabara de ser lançado e o ganhei de aniversário. Lembro que não conseguia parar de dublar essa música junto com a molecada. E a coroada vibrava...


3 - "Running Free" - IRON MAIDEN (Maiden in Japan)

O clássico do Maiden com o antigo vocalista Paul Dianno, cuja versão ao vivo, presente no EP "Maiden in Japan", marcou minha vida por ser a primeira faixa do primeiro disco de rock que comprei, quando tinha 10 anos. Lembro da reação do meu pai, quando pegou o disco e leu aquela mensagem da contracapa "THIS RECORD IS DEDICATED TO ALL HEADBANGERS, EARTHDOGS..." O Iron sempre fascinou a criançada rockeira da época com todas alegorias e tal... Pensando bem, acho que em 1982 não existiam muitas crianças rockeiras por aqui!


4 - "Império de Satã" - DORSAL ATLÂNTICA (Ultimatum)

Carlinhos Pânqui (sim, o Carlos Lopes!) foi uma vitrine pra mim. Tinha 11 anos quando presenciei um show da Dorsal no colégio Anglo-Americano (RJ). Antes disso, nunca havia visto um guitar hero em ação, se jogando no meio do público, oferecendo guitarra para a molecada "arranhar" no meio de um solo. Incrível como essas imagens nunca saíram da minha cabeça. A partir daquela noite, fui contaminado para o resto da vida.


5 - "Firth of Fifth" – GENESIS (Selling England by the Pound)

Houve uma época da minha adolescência em que eu só ouvia prog à la Gentle Giant, Premiata, ELP, YES, Pallas, só para citar alguns dos mais clássicos. E o Genesis sempre esteve no topo, pra mim. Poderia destacar outros clássicos, como "The Musical Box" e "Cinema Show", mas "Firth of Fifth” possui elementos únicos, como a emocionante introdução de piano do mestre Tony Banks e o inesquecível tema de guitarra protagonizado por Steve Hackett. Lindo.


6 - "The Model" – KRAFTWERK (The Man Machine)

Sem comentários... Tenho meu vinil Man Machine, adquirido num sebo em Copacabana nos anos 80, até hoje.


7 - "The Piano has Been Drinking" - TOM WAITS (Small Change)

Tom Waits é um dos maiores artistas do mundo. Ídolo único, ao lado de Johnny Cash, Iggy Pop, Shane MCGowan, Nelson Gonçalves e Jorge Mautner!


8 - "Street Of Dreams" - THE DAMNED (Fiendish Shadows)

Para muitos fãs, o Phantasmagoria é um disco insignificante na carreira desta que considero uma das mais criativas crias do punk rock, junto com o Clash. "Clash ou Damned?" era a pergunta que não queria calar durante porres adolescentes no Baixo Gávea com meu amigo Kadu Karlos. A fase gótica do Damned é tão genial quanto a fase punk e, eles nunca separaram ambas nos shows. A próposito, a introdução de "Come as You Are", do Nirvana, é um plágio divertido - e provavelmente inconsciente - de "Life Goes On", do disco Strawberries, do Damned. Confira!


9 - "Atmosphere" - JOY DIVISION (Permanent Joy Division 1995)

É claro que "Love Will Tear Us Apart" é o clássico do Joy, mas penso que "Atmosphere" seja o retrato de Ian Curtis e de toda estética da banda. Até hoje, ao ouvir mixes ambient e downtempo, não consigo imaginar como seriam se "Atmosphere" não tivesse sido composta. Exagerei?


10 - "Once Upon a Time in the West" - ENNIO MORRICONE (The Very Best Of Ennio Morricone)

O cinema é constante inspiração para minhas músicas, e sem Morricone, o cinema jamais seria o mesmo.


11 - "If I Should Fall From Grace With God" – POGUES (If I Should Fall From Grace With God)

Tenho todos discos do Pogues da época de Shane McGowan e esse marca o auge comercial da banda. Lembro bem desse momento, quando publicações adolescentes como Smash Hits tinham que publicar fotos daquele bardo desdentado alcoólatra, que estava no topo das paradas britânicas. Sem Shane McGowan, os Pogues não iriam a lugar algum. E não foram mesmo.


12 - "Blown Away" – PIXIES (Bossanova)

Falar em anos 90 sem mencionar os Pixies fica difícil. A banda se foi no início daquela década, mas deixou muitas marcas e descendentes, como o Nirvana. Lembro que ficava contando os dias para a chegada de um disco novo dos Pixies. O Bossanova é uma música só para mim. Uma ópera fragmentada em canções inesquecíveis, como essa.


13 - "Mala Vida" - MANO NEGRA (The Best Of Mano Negra)

O Mano Negra é outra grande referência e essa música era uma espécie de hit entre os integrantes do Acabou La Tequila, minha antiga banda.


14 - "Dois Animais na Selva da Rua" - ERASMO CARLOS (Carlos, Erasmo)

Os primeiros disco do Tremendão são a fuder, tche! O meu preferido é Carlos, Erasmo (1971), que conta com a presença do genial guitarrista Lanny Gordin. Acho que a MPB deve muito a esse cara. E ao Erasmo, é claro, por ter feito a ponte perfeita entre Jovem Guarda e Tropicália na época. Ouço esse disco sempre. Uma excelente fonte de inspiração para compor hoje em dia.


15 - "Lugar do Caralho" - JUPITER MAÇÃ (A Sétima Efervescência)

Poderia falar de dezenas de gaúchos geniais. Diego Medina, Frank Jorge, Flu, Edu K, Wander... Sou fã de todos! Conheci o Jupiter através de outro gaúcho genial, o Miranda, que me mostrou a demo clássica. Talvez tão genial quanto o disco. "Lugar do Caralho" é um hino e fiz questão de tocá-la com minha banda Nervoso e os Calmantes quando estivemos em Porto Alegre.


16 - "The Ghost of Stephen Foster" - SQUIRREL NUT ZIPPERS (Perennial Favorites)

"Here comes the happy music", já dizia a turma do dixieland e ragtime de Nova Orleans. Os SNZ são tão fiéis como originais. Lamentei muito o fim dessa banda incrível.


17 - "Barrel of a Gun" - DEPECHE MODE (Ultra)

Comecei a escutar Depeche Mode aos 15 anos e me desliguei deles durante o inicio dos anos 90. Até que meu amigo guitarrista Flavio Abbes me apresentou o disco Ultra, que fez pirar e adquirir outros clássicos como Violator, Exciter etc... Martin Gore é um dos grandes compositores e arranjadores da música pop eletrônica mundial.


18 - "Iambic 5 Poetry" – SQUAREPUSHER (Budakhan Mindphone EP)

Mr. Jenkinson é um baixista genial que sabe tudo de programações eletrônicas e imprevisibilidades. Pode adquirir qualquer disco do cara, mas recomendo começar pelo básico e sugestivo Do You Know Squarepusher?. Alô, curadoria do Tim Festival, pelamordedeus!!! SQUAREPUSHER é tiro certo!


19 - "Meu Cappuccino" – CANASTRA (Canastra)

Não basta ser original, tem que ter boas canções. O meu amigo parceiro Renato Martins une as duas qualidades com maestria na sua banda Canastra, para mim, o que há de melhor no som novo brasileiro. Rockabilly, dixieland, MPB, rock´n roll, quadrinhos, baixolão... Que venha logo o segundo disco da banda!


20 - "Mosquito" - JOÃO DONATO (A Bad Donato)

Fui conhecer a experiência psicodélica de mestre Donato há pouquíssimo tempo através da cantora Nina Becker. O disco A Bad Donato é fascinante, uma aula de improviso, cheio de histórias e controvérsias. Na quarta faixa, reza a lenda que Donato chegou atrasado no estúdio e a gravação já havia começado. Sem tomar conhecimento, começou a tocar exatamente daquele ponto. Haja LSD!


 
 Links relacionados 
· Mais sobre Rock Press
· Notícias por claudia


As notícias mais lidas sobre Rock Press:
Tudo que você queria saber sobre o U2


 Opções 

 Imprimir Imprimir


Tópicos relacionados



Todos os Direitos Reservados Portal Rock Press ©

PHP-Nuke Copyright © 2005 by Francisco Burzi. This is free software, and you may redistribute it under the GPL. PHP-Nuke comes with absolutely no warranty, for details, see the license.